Fonte: Jornal liberal



O acusado estava residindo em Santa Izabel do Oeste. A prisão temporária dele foi expedida pela Comarca de Guarapuava. O grupo Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial (TIGRE) da Polícia Civil atua no inquérito junto com a Subdivisão Policial de Guarapuava. O nome do acusado não foi divulgado para não atrapalhar nas investigações.

O sequestro do empresário aconteceu por volta das 23 horas do dia 14 de abril de 2015, no bairro Pioneiros, em Candói, na região Central do Estado. A esposa de Hamud contou à Polícia Militar que estava no quarto com o marido quando os bandidos arrombaram a porta da casa. Ela relatou ainda que os criminosos renderam os dois e exigiram joias, dinheiro e as chaves dos carros que estavam na garagem.

Depois, conforme a esposa, o grupo fugiu com um dos carros e levaram Hamud com eles. O veículo usado na fuga foi achado na tarde do dia seguinte, na localidade de Lagoa Seca, em Candói. O empresário foi localizado com vida no interior do município de Goioerê, Noroeste do Estado, no dia 03 de maio de 2015.

(Com informações do G1 Paraná)

Compartilhe: