Fonte: e foto: PM Realeza

05/03/2016


Polícia Militar apreende adolescente com arma no Centro de Realeza


Na madrugada deste sábado (05), por volta das 00h15, a equipe da Polícia Militar de Realeza recebeu ligação anônima informando que na Praça Central em frente à Igreja Matriz, um rapaz moreno, careca, usando blusa amarela estava portando uma arma de fogo.

Os policiais se deslocaram até a praça onde visualizaram um grupo de pessoas, o rapaz denunciado também estava no local, e ao perceberem a PM se aproximando, duas pessoas saíram correndo em direção a Avenida Bruno Zuttion, sendo um deles o rapaz de blusa amarela.

Em acompanhamento a pé, os policiais perceberam que o suspeito de blusa amarela portava um objeto na cintura, e fez menção de sacar. No intuito de cessar a fuga foram realizados dois disparos de arma de fogo para cima por parte da equipe PM, porém os suspeitos continuaram a correr.

Já no cruzamento da Avenida Bruno Zuttion com a Rua Padre Fernando Zanchet, os dois suspeitos tomaram rumos diferentes, o suspeito de blusa amarela seguiu pela Rua Padre Fernando Zanchet em direção aos fundos da Igreja Matriz, ele ficou sem saída e arremessou um objeto de cor escura para trás de uma árvore e se posicionou próximo da porta dos fundos da igreja.

Os militares deram nova voz de abordagem, e o suspeito alterado começou a gritar: “não devo nada, não fui eu, não devo nada”. Por medida de segurança, os policiais solicitaram por diversas vezes que o suspeito deitasse no chão, quando acatou a solicitação foi imobilizado, porém quando estava sendo revistado no chão, começou a se debater para os lados.

Durante a revista pessoal ao adolescente, uma mulher chegou ao local também com o ânimo exaltado, ela apresentava sinais de embriagues, olhos avermelhados e forte odor etílico, foi solicitado a sua não aproximação, a qual não acatou vindo de encontro à equipe PM e ao abordado.

A equipe da PM de Santa Izabel do Oeste chegou ao local e auxiliou no atendimento da ocorrência.

Durante buscas foi localizado embaixo da árvore o revólver calibre .38, da marca Taurus, com numeração raspada/suprimida, com quatro munições no tambor, três estavam picotadas e uma intacta.

Os envolvidos foram conduzidos ao Pelotão de Polícia Militar de Realeza para identificação, pois não portavam os documentos pessoais. Ambos foram identificados, sendo irmão e irmã. O Conselho Tutelar acompanhou os procedimentos.

O adolescente foi apreendido e encaminhado para a Delegacia da Polícia Civil de Realeza.

Compartilhe: