Fonte: Assessoria

04/04/2016


Presidente da AMSOP debate aeroporto regional em Brasília


O presidente da Amsop (Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná) o prefeito de Marmeleiro Luiz Fernando Bandeira esteve na SAC (Secretaria de Aviação Civil) em Brasília, na quarta-feira (16) para debater o projeto de construção de um aeroporto regional no Sudoeste do Paraná. O encontro teve como pauta a inclinação do órgão na defesa de investimentos em um aeroporto de médio ou grande porte para a região.

A reunião foi articulada através do mandato do deputado federal Assis do Couto, presente no encontro, assim como o deputado estadual Wilmar Reichembach. Ainda participaram Rejane Karan, representando o governo do Paraná e João Arthur Mohr, representando a FIEP (Federação das Indústrias do Estado do Paraná). Eduardo Henn Bernardi, diretor do Departamento de Gestão do PROFFA (Programa Nacional de Formação em Fiscalização Ambiental), e Leonardo Cruz, secretário de Aeroportos da SAC, também acompanharam as discussões.

A ausência do Ministro de Estado Chefe da Aviação Civil Guilherme Walter Ramalho se deve em função da troca de comando da pasta, anunciada pela presidente Dilma na mesma quarta-feira (17). Quem assume é o deputado federal Mauro Ribeiro Lopes (PMDB).

Deputados federais

O assunto promete avanços já que terá desdobramentos na próxima semana quando parlamentares paranaenses vão se reunir para debater investimentos no projeto. De acordo com informações apresentadas pela SAC, quase 2,5 milhões de pessoas seriam atendidas pelo aeroporto com menos de 90 minutos de deslocamento rodoviário, se o aeroporto fosse construído no terreno em Renascença. O sítio para o aeroporto de Renascença (com a mesma distância entre Francisco Beltrão e Pato Branco) apresentou os melhores critérios técnicos para pista em toda região, sendo um dos melhores do País. 

O presidente Bandeira avaliou a reunião como positiva e animadora. Ele agradeceu ao esforço do deputado Assis para intermediar o encontro na SAC. “Tivemos uma excelente conversa e o projeto andou. Agora já temos reuniões marcadas em Curitiba, e nosso objetivo, depois dessas reuniões é alinhar o projeto e discutir com a população do Sudoeste os próximos passos”, afirmou.

Recursos

Para viabilizar o projeto existe recurso da própria SAC e o complemento poderá ser acrescido pela Bancada Federal do Paraná através de emendas individuais e coletivas. Este assunto está previamente agendado para debate dos parlamentares no dia 06 de abril. Na semana seguinte está acordada outra reunião em Curitiba, desta vez com a presença de representantes do governo do Paraná, e dos prefeitos de Francisco Beltrão, Pato Branco e Renascença. Neste encontro serão apresentados os investimentos previstos no projeto e a participação de cada envolvido.

Compartilhe: