Fonte: Redação

18/05/2016


Funcionários da Sanepar estão em greve em Realeza


Parte dos funcionários da Sanepar de Realeza e municípios vizinhos também aderiram a greve estadual. Os serviços de atendimento ao público, leituras, e fiscalização estão paralisados. O abastecimento de água e tratamento de esgoto continuam normalmente.

O Sindicato dos Trabalhadores na Captação, Purificação, Tratamento e Distribuição de Água e Captação e Tratamento e Serviços em Esgoto e Meio Ambiente de Cascavel e Regiões Oeste e Sudoeste do Paraná (SAEMAC) reivindica o reajuste no piso salarial da Sanepar para 2,5 salários mínimos - o que representaria cerca de R$ 2,2 mil. O piso salarial atual é de R$ 1,4 mil. Para conseguir este aumento, o sindicato busca que o montante do reajuste de 11% na folha de pagamento dos salários seja dividido igualmente entre todos os funcionários.

Também são reivindicados reajustes nos vale-lanche e vale-alimentação. Os grevistas também criticam o excesso de cargos em comissão.

O lucro líquido da Sanepar cresceu 67,5% no primeiro trimestre deste ano, na comparação com o mesmo período de 2015. A empresa atingiu um resultado de R$ 144,3 milhões, contra R$ 86,1 milhões um ano atrás.

(Com informações do Jornal de Beltrão)

Compartilhe: