Fonte: da redação

07/06/2016


Audiência Pública debate criação da APAC Realeza


A sala do Tribunal do Júri do Fórum da Comarca de Realeza recebeu na noite de quarta-feira, dia 1º de junho, a Audiência Pública sobre a recém fundada Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (APAC) da Comarca de Realeza.

O juiz da Comarca, Carlos Gregório Bezerra Guerra, coordenou os trabalhos da Audiência, acompanhado dos promotores João Luiz, e Egídio Klauck. A juíza da Comarca de Barracão, Branca Bernardi, explanou sobre a APAC do município, onde o método está funcionando há mais de quatro anos.

Mais de 120 pessoas, entre elas autoridades, lideranças dos municípios de Realeza e Santa Izabel do Oeste, empresários, e profissionais de diversas áreas, acompanharam o evento, e puderam questionar sobre o funcionamento da APAC e assuntos relacionados. A audiência durou mais de três horas.

A APAC Realeza foi instituída no dia 24 de maio de 2016, o juiz Carlos Gregório explica que os próximos passos da associação, após a audiência, é a escolha de um espaço físico.

A juíza Branca Bernardi avaliou como positiva a realização da Audiência Pública em Realeza, e o envolvimento da sociedade no debate do assunto.

Compartilhe: