Fonte: Assessoria

13/06/2016


Sanepar alerta população para proteger o hidrômetro em dias de muito frio


A previsão de temperaturas negativas em algumas regiões do Paraná nos próximos dias requer cuidados com o medidor de água, o hidrômetro. O frio intenso e a geada também podem romper as tubulações que ficam expostas.

O rompimento da tubulação e a danificação do hidrômetro causam transtorno direto aos clientes, que podem ficar desabastecidos até a troca dos tubos e equipamentos. Por isso, a Sanepar orienta a população para que proteja o medidor de água a fim de evitar esses possíveis danos. Como precaução, os moradores podem cobrir o relógio e os canos aparentes com caixa de papelão, pedaço de plástico, lona, ou com outro tipo de material que impeça o acúmulo de gelo.

“Fechar o registro de entrada de água à noite é outra medida eficaz, pois evita o acúmulo e o congelamento da água dentro do equipamento e da tubulação”, explica o gerente da Sanepar Renato Mayer Bueno. É importante, porém, que esse material seja de fácil remoção. “Ele deve ser retirado assim que a temperatura subir, ou na data de leitura da conta, para que o leiturista da Sanepar não tenha dificuldade no desempenho de sua função”, completa.

PREVISÕES - De acordo com o Simepar nas regiões de Palmas, Ponta Grossa, Curitiba, Guarapuava e Pato Branco os termômetros podem chegar a 4 graus negativos até a  segunda-feira (13). Em Cascavel, Francisco Beltrão, Foz do Iguaçu e Laranjeiras do Sul, e cidades vizinhas, a temperatura mínima prevista é de zero grau.

Compartilhe: