Fonte: Assessoria

27/06/2016


Estágio de Letras da UFFS culmina na produção do livro


Durante o estágio supervisionado do curso de Letras da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) - Campus Realeza, os alunos do oitavo ano do Colégio Estadual João Zacco, de Planalto, criaram um livro de fábulas. Orientados pelas acadêmicas Ana Francisca Gluszewicz e Rafaela Lotici Gonçalves da Silva, os alunos desenvolveram os textos e as ilustrações do livro "Fábulas para Sonhar", que é composto por 14 histórias.

O livro traz uma linguagem simples, e, as fábulas, personagens animais com características humanas. A analogia entre a  realidade humana e a situação vivida pelos personagens sempre busca transmitir alguma lição ou ensinamento. As 14 histórias trazem lições sobre confiança, bondade, superação de medos, amizade, entre outros.

A entrega oficial do livro aos alunos aconteceu durante um Café Literário, no Colégio Estadual João Zacco, realizado no dia 17 de junho. Foram produzidos cerca de 30 exemplares, cada autor recebeu uma cópia e outros foram doados para Biblioteca do Colégio.

Sobre a produção do livro, as acadêmicas relatam os desafios superados: "Foi uma realização este trabalho, pois os alunos estavam descrentes quanto à materialização do livro", comentou a acadêmica Rafaela Lotici Gonçalves da Silva. "Desde o início do estágio, os alunos não se viam como autores. A fábula, para eles, era apenas mais uma produção textual. Quando notaram que realmente seria produzido o livro, os alunos tiveram mais dedicação", completou a acadêmica Ana Francisca Gluszewicz.

O estágio teve a orientação da professora da UFFS Rosiane Swiderski e contou com a supervisão da professora Patrícia de Borba. "O livro foi feito de forma artesanal, com papel sulfite e impresso na UFFS, mas os alunos ficam com essa ideia de livro. Esse material passa a ser lido por vários leitores, familiares e outros colegas de escola. A partir dessa proposta de ensino, os alunos não foram só escritores naquele tempo de sala de aula, mas se tornaram autores de verdade", explicou a orientadora Rosiane.

Compartilhe: