Fonte: Redação

29/07/2016


Moradora de Santa Izabel do Oeste ganha triciclo adaptado no Programa do Ratinho


O Programa do Ratinho (SBT) de quarta-feira, 27 de julho, mostrou a história de luta da cadeirante Adriana Wink Esculnes, moradora de Santa Izabel do Oeste.

A reportagem de Magdalena Bonfiglioli, com apoio da TV Naipi e Rede Massa, contou que Adriana, quando morava no interior do Paraguai com os pais, durante o retorno de um passeio, junto com o namorado e mais três amigos, sofreu um acidente, o carro em que estavam capotou. O namorado morreu na hora, os amigos tiveram ferimentos leves, e Adriana foi arremessada do veículo, quebrou a coluna e ficou paraplégica.

Adriana é a caçula de oito irmãos, e segundo a irmã Zeneide Wink Brughner, ela nunca desistiu de lutar para voltar a andar. “Sempre ela foi para frente, falou: ‘eu vou conseguir andar’, fazendo as fisio dela, ela tem esperança, tem fé que vai caminhar”, disse Zeneide.

A família se mudou ao Brasil em busca de tratamento, no Hospital Sarah Kubitschek em Brasília Adriana aprendeu a fisioterapia que improvisou em casa em Santa Izabel do Oeste usando bambus. Ela também quer voltar a estudar e trabalhar, “terminar meus estudos e fazer uma faculdade, ajudar meus pais, trabalhar, ser uma pessoa independente”, contou Adriana, que emocionada ao ser questionada pela repórter, respondeu que sonha em cuidar dos pais, “eu tenho a obrigação de cuidar deles”.

Em busca de uma solução para locomoção, a família encontrou em Realeza o mecânico José Roberto de Souza que adaptou uma moto para o morador cadeirante de Realeza, Ademar de Moraes. Com o veículo adaptado Ademar começou a trabalhar na venda de salgados e cosméticos.

Adriana fez orçamento na oficina, mas de acordo com o mecânico, não retornou mais devido não ter condições financeiras para bancar a moto e peças.

No palco do programa, o apresentador Carlos Roberto Massa (Ratinho), junto com a repórter Magdalena e Adriana, parabenizou o mecânico e o exemplo do cadeirante que virou vendedor.

Segundo Magdalena, Adriana escreveu ao programa solicitando apoio financeiro para pelo menos adquirir uma moto e pagar a adaptação.

O pedido foi além do esperado, Adriana recebeu através do proprietário da Conforpés, Nelson Nolé, uma cadeira de rodas motorizada, que tem autonomia com uma carga de bateria de percorrer até 18 quilômetros, em quatro velocidades.

Já o especialista em veículos adaptados da Triciclos Free Way, Márcio D Agostino, anunciou que Adriana vai ser contemplada com um triciclo adaptado a cadeirantes. A empresa desenvolve o projeto brasileiro há algum tempo em Belém no Pará, e permite que a pessoa se desloque no triciclo, entrando e saindo por uma rampa, sem sair da cadeira de rodas. O triciclo funciona a gasolina, mas caso falte combustível, percorre 50 quilômetros com a carga da bateria.

A entrega do triciclo no programa somente não foi possível devido problemas no transporte, mas segundo Ratinho, será entregue na casa de Adriana.



Confira a reportagem e entrega no Programa do Ratinho

Compartilhe: