Fonte: Assessoria/UFFS

22/08/2016


Restaurante Universitário da UFFS completa um ano de funcionamento


O Restaurante Universitário (RU) da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Realeza completou, na sexta-feira (12), um ano de funcionamento. Para celebrar a data, o local ganhou decoração comemorativa, e foram servidos cardápio especial e bolo. O Projeto Intervalo Musical animou a festividade.

Inaugurado em 12 de agosto de 2015, já foram servidas 44.801 refeições no RU do Campus Realeza, atingindo uma média de 244 refeições diárias. A maior movimentação foi registrada no dia 11 de maio deste ano, quando foram servidas 400 refeições.

Para o diretor do Campus Realeza, professor Antonio Marcos Myskiw, a iniciativa da UFFS em prover Restaurantes Universitários nos campi tem se mostrado positiva. "Os recursos do Plano Nacional de Assistência Estudantil têm, em grande medida, dado sustentação financeira para o custeio das refeições aos alunos e servidores. A UFFS propicia o acesso à Educação Superior, gratuita e de qualidade, bem como alimentação a um custo acessível e com cuidado nutricional. Os direitos humanos básicos, Educação e Alimentação, têm sido assegurados, num tempo em que muitos direitos, muitas práticas e atitudes democráticas têm sido cerceados", comenta.

O RU funciona no sistema de “buffet” com variações diárias de cardápios, elaborados e supervisionados por nutricionistas. As refeições atendem às exigências de uma dieta equilibrada, observando padrões de qualidade e segurança alimentar. O "buffet" é composto por três tipos de saladas (folhosa, crua e cozida), arroz (branco e integral), feijão, acompanhamento, carne, suco e sobremesa (sendo que os três últimos itens são porcionados). O valor da refeição para estudantes é de R$ 2,50 e para os demais membros da comunidade o custo é de R$ 9,75.

Segundo os estudantes, os cardápios são de qualidade e equilibrados: "Venho umas quatro vezes na semana ao RU. Acho a comida é balanceada e muito saborosa", destaca o estudante de Medicina Veterinária, Ricardo César Berger. "O cardápio é organizado, e o tempero da comida é muito bom, além do preço acessível", completa a acadêmica de Letras, Pamela Clein.

Mas o RU não é apenas um espaço para alimentação, também é de estudo, já que os acadêmicos de Nutrição desenvolvem o estágio obrigatório em Alimentação Coletiva no local. Além de auxiliar no controle de qualidade, os estudantes realizam treinamentos para os colaboradores que trabalham no RU e organizam intervenções para orientar os usuários quanto à alimentação saudável.

Compartilhe: