Fonte: Assessoria

09/09/2016



A Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná (Amsop) recebeu mais uma vez este ano a presença do governador em exercício, e presidente da Assembleia Legislativa Ademar Traiano, além de deputados estaduais, secretários de Estado e lideranças da região. No sábado (20) Traiano autorizou a abertura de licitação para o projeto de recuperação das rodovias PR-281 e PR-180 que liga Francisco Beltrão a Dois Vizinhos denominada rodovia do frango.
 
Na oportunidade comunicou a reforma de três colégios de Francisco Beltrão, a cessão de terreno para instalação de fábrica de tubos de concreto também em Francisco Beltrão, e autorização para estudo de projetos que possam evitar inundações. Disse que também será feito um estudo para implantação do Sistema de alarme de prevenção de cheia. 

Traiano afirmou que o projeto de concessão do Corredor Sudoeste vai sair e que em setembro serão realizadas as duas audiências públicas para ajustes finais do processo. “Esse projeto está praticamente sacramentado e esperamos que tudo possa estar definido para que em 2017 as obras possam começar”, disse o governador em exercício.

Presenças

Os deputados estaduais Paulo Litro, Wilmar Reichembach e Guto Silva participaram do evento, e foram recebidos pelo presidente da Amsop o prefeito de Marmeleiro Luiz Bandeira, e demais prefeitos e vereadores da região. O secretário de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, o beltronense Antonio Carlos Boneti também engrossou a comitiva, que tinha ainda o diretor-presidente do Instituto Águas Paraná, Iram de Rezende. Foram chamados à frente a chefe do Núcleo Regional de Educação de Francisco Beltrão Márcia Boneti, o secretário Municipal de Planejamento de Francisco Beltrão Gervásio Kramer, e o diretor-geral do Colégio Estadual Mário de Andrade, Marcos Antonio Bevilaqua.

Atenção ao Sudoeste

Bandeira ressaltou os constantes anúncios de benefícios para o Sudoeste, a boa relação do Estado com a região e a conquista da fábrica de tubos “É sempre bom ter o Estado cada vez mais presente no Sudoeste e o deputado Traiano tem dado atenção a nossa região. Vejo que a fábrica de tubos, por exemplo, atende a uma reivindicação dos prefeitos que antes tinham que ir buscar em outras regiões distantes. Agora vai ficar mais fácil e com custo menor”, frisou o presidente da entidade. 
A nova fábrica, que deverá ser instalada em anexo ao Departamento de Estradas e Rodagem (DER) em Francisco Beltrão,  terá investimento de R$ 4 milhões.

Estradas

O projeto das rodovias receberá investimentos de R$ 3 milhões e o prazo de entrega para a empresa que vencer a licitação é de 12 meses. Estão previstos estudos e elaboração de projetos para implantar terceiras faixas e algumas intersecções ao longo de 40,82 quilômetros. “A rodovia têm papel vital para a economia da região. Vamos refazê-las para garantir mais segurança aos usuários”, afirmou Traiano, e que emendou. “Temos muitas obras e ações na região. Isso é uma demonstração do compromisso do governo estadual com o Sudoeste”.

Educação

Na solenidade foram assinados termos de compromisso para reforma e ampliação dos colégios Estadual Doutor Eduardo Virmond Suplicy, e Colégio Estadual Mário de Andrade. O projeto é da ordem de R$ 2,8 milhões, e prevê a construção de refeitório, auditório e nova salas de aula. Já o Colégio Estadual Tancredo Neves receberá obras de reforma na parte elétrica e pintura interna.

Estudo enchentes

Durante evento Traiano também anunciou dois projetos voltados à questão de cheias nos rios Marrecas, em Francisco Beltrão, e Marmeleiro, no município de Marmeleiro. Bonetti completou dizendo que o governo contratará uma empresa especializada para unificar as medidas e prevenir  riscos com as cheias. “Não podemos investir sem o planejamento adequado. Queremos a longo e médio prazo minimizar os impactos causados pelas inundações dos rios de Francisco Beltrão e Marmeleiro”, disse Bonetti.

Um dos projetos é o Sistema Autônomo de Previsão Hidrológica (SAPH), que contemplará 16 cidades do Paraná, entre elas, Francisco Beltrão, Marmeleiro e União da Vitória, que têm incidência de inundações. As primeiras bacias a serem contempladas são as do Rio Marrecas e Rio Marmeleiro, já até o final deste ano. O Simepar implantará equipamentos como pluviômetros e medidas de nível e vazão, com o objetivo de melhorar as informações que são repassadas para a Defesa Civil - que fará o alerta de cheias.

Alertas

Também será feito um estudo para implantação do Sistema de alarme de prevenção de cheia. A Secretaria do Meio Ambiente e a Defesa Civil estão contratado um estudo para a implantar no município um sistema de sirenes de alertas, com o objetivo é agilizar as informações de risco de inundações, para proteger a população de riscos e até evitar casos fatais. O projeto tem como base o Sistema de Emissão de Alertas por sirenes que foi implantado no Rio de Janeiro.

Compartilhe: