Fonte: Assessoria/UFFS

31/10/2016


Capes aprova Mestrado da UFFS Realeza em Saúde, Bem-Estar e Produção Animal Sustentável


A Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) recebeu a confirmação de um novo Programa de Pós-Graduação em nível de Mestrado. Em reunião do Conselho Técnico-Científico da Educação Superior (CTC-ES), ocorrida no dia 21 de outubro, foi aprovado o Programa de Pós-Graduação em "Saúde, Bem-Estar e Produção Animal Sustentável na Fronteira Sul", o qual terá suas aulas no Campus Realeza.

O anúncio foi publicado no site da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), após avaliação realizada pelo órgão entre os dias 26 a 30 de setembro.

O curso terá duas linhas de pesquisa: Saúde, Diagnóstico e Bem-Estar Animal na Fronteira Sul; e Produção Animal Sustentável e Agricultura Familiar na Fronteira Sul. O Programa é constituído por 14 docentes permanentes e três docentes colaboradores. Dos 14 docentes permanentes, 12 estão locados no Campus Realeza e os demais nos campi Laranjeiras do Sul e Cerro Largo. Os três docentes colaboradores são da UFFS – Campus Realeza, Universidade Federal de Santa Maria e The Ohio State University.

“A presença de um corpo docente altamente qualificado e a localização estratégica de Realeza em região de fronteira contribuem na implantação de um curso promissor para pesquisas e internacionalização do Programa de Pós-Graduação. Além disso, o objetivo principal é formar profissionais qualificados com perfil inovador e empreendedor, que poderão auxiliar no crescimento regional, por meio de desenvolvimento tecnológico e científico”, diz a professora Maiara Garcia Blagitz Azevedo, a qual esteve à frente do Grupo de Trabalho que estruturou o Programa.

O mestrado em "Saúde, Bem-Estar e Produção Animal Sustentável na Fronteira Sul" é 12º programa de pós-graduação da UFFS, sendo o primeiro presente no Campus Realeza. "O Grupo de Trabalho que deu origem a esse curso foi constituído no final de 2010. Após muito esforço e dedicação, a região Sudoeste do Paraná pode contar com mais um Mestrado, ampliando a presença da UFFS nesta região. Com esta aprovação, conseguimos realizar mais uma de nossas políticas institucionais: a de implantar a Pós-Graduação Stricto Sensu na maioria dos campi da UFFS", destacou o pró-reitor da Pesquisa e Pós-Graduação, Joviles Vitório Trevisol.

Compartilhe: