Fonte: Assessoria

06/01/2017


Polícia Civil da Comarca de Salto do Lontra apresenta balanço de 2016


Dentre os vários procedimentos e diligências realizadas pela Polícia Civil, o balanço se refere aos três principais procedimentos realizados pela Polícia Civil, são eles: o Inquérito Policial, Boletim de Ocorrência Circunstanciado de Menor Infrator e Termo Circunstanciado de Infração Penal (crimes de menor potencial ofensivo).

O trabalho da Delegacia de Polícia da Comarca de Salto do Lontra, também atende os municípios de Nova Prata do Iguaçu e Nova Esperança do Sudoeste.

No ano de 2015, Salto do Lontra e Nova Esperança do Sudoeste (juntos), foram instaurados 228 (duzentos e vinte e oito) Inquéritos Policiais, e em 2016, houve uma sensível redução de 5%, ou seja, para 217 (duzentos e dezessete) Inquéritos Policiais. Com relação à Nova Prata do Iguaçu, teve uma redução maior de 40%, em 2015 foram instaurados 148 (cento e quarenta e oito) Inquéritos Policiais, e em 2016 foram 90 (noventa) Inquéritos Policiais.

Com relação aos menores infratores (12 a 17 anos), teve uma redução nas três Delegacias, em 2015 tivemos em Salto do Lontra e Nova Esperança do Sudoeste 31 (trinta e uma) ocorrências envolvendo os menores e em 2016 tivemos 21 (vinte e uma) ocorrências, redução de aproximadamente 32,23 %. Em Nova Prata do Iguaçu teve um redução de 10,34%, em 2015 tivemos 29 (vinte e nove) ocorrências de menores infratores, e em 2016 tivemos 26 (vinte e seis) ocorrências.

Nos crimes de menor potencial ofensivo, ou seja, os crimes com pena máxima de até dois anos e as contravenções penais, cujo procedimento é o Termo Circunstanciado de Infração Penal, em Salto do Lontra e Nova Esperança do Sudoeste no ano de 2015 foram instaurados 92 (noventa e dois) termos circunstanciados, e em 2016 foram 86 (oitenta e seis), teve um pequena redução de 6,52%, enquanto que em Nova Prata do Iguaçu no ano de 2015 tivemos 21 (vinte e um) termos circunstanciados, e em 2016 tivemos 39 (trinta e nove) termos circunstanciados, um aumento expressivo de 32,25%.

Observa-se que no geral houve uma redução nos procedimentos do ano de 2015 para 2016, e em 2017 espera-se reduzir ainda mais os procedimentos.

Outrossim, na Delegacia de Salto do Lontra houve algumas reformas importantes na estrutura física no ano de 2016, o telhado foi todo reformado, acabando com as goteiras existentes; a parte elétrica foi refeita com fiação totalmente nova; aumento da cobertura da garagem e do corredor de acesso a entrada principal; fachada e iluminação novas; piso novo do estacionamento; dentre outras reformas que estão em fase de conclusão.

Com a entrada desse novo ano, foram traçadas algumas metas, sendo elas:
1. Concluir todos os procedimentos em andamento do ano de 2016 para baixo;
2. Realizar mensalmente operações policiais, visando o combate a criminalidade, dentre elas, o comércio ilícito de entorpecentes, venda e o fornecimento de bebidas alcoólicas e cigarros aos menores de idade, e outros;
3. Incentivar a Comunidade para a criação dos Conselhos de Segurança, com a busca de voluntários para implantação nos municípios de Salto do Lontra, Nova Prata do Iguaçu e Nova Esperança do Sudoeste, com o fim de discutir políticas públicas na área de segurança pública;
4. Fortalecer e estreitar a aproximação da Polícia com a sociedade em geral, inclusive maior divulgação do telefone 181, contribuindo para denúncias anônimas pela população de atos criminosos;
5. Fortalecer cada vez mais a integração entre a Polícia Civil e Militar;
6. Realizar operações com todos os órgãos públicos de maneira integrada, como Conselho Tutelar, Vigilância Sanitária, Prefeitura e outros.
7. Implantação nos três municípios do Projeto Composição da Polícia Civil, ganhador do prêmio Mundo Melhor em 2011, que consiste na redução de desvio de condutas por parte dos alunos nas Escolas e em sua vida social, com palestras e visitações nas Escolas e na Delegacia de Salto do Lontra.

“No ano de 2016 podemos agradecer pelas conquistas, dando ênfase, principalmente, a ajuda prestada pela comunidade, em colaborar e depositar confiança no trabalho policial, além da parceria com os meios de comunicação escrita e falada, Prefeituras e demais órgãos públicos dos municípios, e em 2017 sigamos com o objetivo de fortalecer ainda mais o serviço policial, e podermos dar continuidade ao nosso lema de servir e proteger nossa população”.

Compartilhe: