Fonte: Redação

14/03/2017



Um dos oito homens presos em operação policial na fronteira da Argentina e Brasil no domingo (12) foi transferido à carceragem da Delegacia da Polícia Civil de Realeza, nesta terça-feira (14).

A operação policial de domingo que contou com policiais argentinos e brasileiros, prendeu uma quadrilha suspeita de roubos de veículos na região da fronteira, inclusive em Realeza, e assaltos a ônibus na rodovia BR 163. As prisões aconteceram em Bernardo de Irigoyen e San Antonio, na Argentina, e em Barracão, no Brasil.

O preso transferido à Realeza foi identificado como Djonatan Antonio Quevedo Machado, conhecido como Capitãozinho. Em outubro de 2016, ele já havia sido detido na operação Boa Vizinhança entre Polícia Civil e Polícia Militar por tráfico de cocaína em Realeza. Na época, os policiais em quatro meses de operação prenderam 17 pessoas, apreenderam três menores de idade, e um suspeito de assaltos foi morto em confronto.

Djonatan na época conseguiu fugir da carceragem da Delegacia da Polícia Civil de Realeza. Contra ele haviam dois mandados de prisão em aberto expedido pelo juízo da Comarca de Realeza, pela fuga e por roubo.

A transferência do preso aconteceu na tarde de terça-feira, em operação de extradição com apoio da Polícia de Misiones, Polícia Militar de Dionísio Cerqueira (SC) e Barracão, e policiais civis de Realeza.

Compartilhe: