Fonte: Assessoria Amsop

17/03/2017



Cerca de 50 técnicos ligados a laticínios e prefeituras da região concluíram nesta semana mais uma capacitação do programa Leite Sudoeste. Iniciada há quase um ano, esta etapa aliou conhecimentos teóricos sobre a gestão de propriedades familiares, sanidade e bem estar animal e produção de alimentos à realidade dos produtores: cada técnico acompanhou duas propriedades durante o período para implementar as melhorias e os resultados foram apresentados no encontro desta quarta (15), na Amsop.
 
“Todas as questões abordadas no curso foram observadas pelos técnicos nas propriedades, que tiveram que fazer a aplicação prática desses conteúdos, para sentirem a real necessidade e entraves que têm para implementar novas técnicas e melhorias na produção leiteira”, explica o técnico do Senar, Umberto Valentini Neto.
 
O programa Leite Sudoeste iniciou há cerca de três anos, encabeçado pelo Governo do Estado e Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná (Amsop), que coordena a participação de outras entidades, órgãos e cooperativas no programa. Neste período, as 80 propriedades modelos que participam do Leite Sudoeste apresentaram um aumento de produtividade de 34%, segundo dados da Seab.
 
Agora, o programa continuará ofertando capacitações, acompanhando as propriedades e em breve deve ainda receber veículos para orientação técnica aos produtores.

Compartilhe: