Fonte: BPFron

02/05/2017


BPFron apreende drogas e cumpre mandado de prisão em Realeza


Os policiais militares do Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron) realizaram duas apreensões de drogas e cumpriram um mandado de prisão em Realeza durante o final de semana e feriado do Dia do Trabalhador.

Por volta das 21h50 do domingo, dia 30, na rodovia PR 182 durante abordagem a ônibus que fazia a linha de Foz do Iguaçu para Lages (SC), em vistoria no interior do veículo ao revistar a passageira Adriana Domingues do Nascimento, 19 anos, foi localizada em sua bagagem de mão a quantidade de aproximadamente seis quilos de maconha.

Os policiais a questionaram sobre a propriedade da droga, e ela confirmou ser a dona da substância, disse que pegou na cidade de Foz do Iguaçu, e a levaria até a cidade de Fraiburgo (SC). Disse ainda que a droga era para seu uso pessoal e que estava viajando sozinha.

No mesmo ônibus, os policiais revistaram o bagageiro do coletivo, e nos pertencentes de um passageiro que se identificou como sendo um homem de 23 anos, foi localizado uma quantidade de aproximadamente nove quilos de maconha.

Ele foi questionado pelos policiais sobre a propriedade da substância, e confirmou ser o dono da droga, disse que pegou na Ponte da Amizade na cidade de Foz do Iguaçu e a levaria até a cidade de Fraiburgo (SC). Também dizendo que a droga era para seu uso pessoal e uma parte iria vender.

Após a equipe policial localizar a droga, o homem disse que a identidade que apresentou não pertencia a ele e que havia achado o documento na rua. Falou ainda aos policiais que estava viajando sozinho, e apresentou seu nome verdadeiro, sendo um adolescente de 17 anos.

Os envolvidos nas ocorrências foram entregues na Delegacia da Polícia Civil de Realeza, junto com as drogas apreendidas.

Cumprimento de mandado de prisão

Na segunda-feira (1º), por volta das 22h10, na cidade de Realeza, durante abordagem a ônibus ao fazer a revista no interior do veículo, a equipe policial do BPFron percebeu que o passageiro posteriormente identificado como sendo Marcelo da Silva, 36 anos, estava nervoso com a presença policial, o que levantou a suspeita da equipe que optou por efetuar a revista pessoal dele.

Ao consultar seus documentos junto ao sistema verificou-se que havia em seu desfavor, um mandado de prisão por roubo agravado, expedido pelo juiz de direito Willian da Costa. Os policiais questionaram o homem que disse conhecer a situação que gerou o mandado, mas disse desconhecer que estava sendo procurado pela justiça.

O detido foi entregue na Delegacia da Polícia Civil de Realeza, onde está à disposição da justiça.

Compartilhe: