Fonte: Assessoria Amsop

17/08/2017



Durante o Seminário Mercados Institucionais realizado nesta quinta-feira (17) em Francisco Belteão, a Amsop (Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná) entregou um documento ao secretário de Agricultura do Paraná, Norberto Ortigara. O ofício pede que o governo estadual busque “medidas justas, visando o fortalecimento do mercado interno, com a garantia de renda e a permanência dos nossos agricultores familiares na atividade leiteira”.
 
A preocupação da associação de municípios é que devido ao aumento da importação de leite de países do Mercosul e queda no preço pago ao produtores a atividade seja inviabilizada em muitas propriedades.
 
“O Sudoeste é o principal produtor de leite do Paraná e esta é uma atividade economicamente importante para muitas famílias. O risco é de que o baixo preço acabe inviabilizando a produção em pequenas e médias propriedades, por isso a necessidade de que o Estado intervenha fortalecendo essa produção para evitar maiores prejuízos futuros”, explica o presidente da Amsop, Frank Schiavini.
 
Além da Amsop, o ofício também é assinado pela Acamsop, a associação que representa as câmaras de vereadores da região. O documento é resultado de uma preocupação que foi debatida nesta semana pela Comissão de Agricultura da entidade, coordenada pelo prefeito de Pérola d’ Oeste, Nilson Engels.
 
Juntos os 42 municípios do Sudoeste produzem mais de 1,2 bilhão de litros de leite todos os anos. Boa parte dessa produção vem de pequenas propriedades, gerando renda e movimentando a economia dos municípios.

Compartilhe: