Fonte: Assessoria - Fotos: Ana Paula Bertaioli/UFFS

15/12/2017



Integrantes da Defesa Civil de Realeza estiveram na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Realeza, na tarde de segunda-feira (11), para fornecer orientações aos servidores da Instituição para atuarem na prevenção e no combate a incêndio. A iniciativa busca a criação de uma brigada de incêndio no Campus Realeza para atender a comunidade acadêmica.

Cerca de 40 servidores, entre técnicos-administrativo em educação, professores e terceirizados participaram do curso que apresentou o funcionamento de extintores, a utilização de demais equipamentos de combate a incêndio, além de instruções sobre avaliação das características do incêndio e atitudes a serem tomadas na evacuação dos prédios e no auxílio às vítimas.

Segundo o coordenador administrativo, Maikel Douglas Florintino, o objetivo do curso é despertar nos servidores o interesse em compor uma futura brigada de incêndio, como a que já existe no Campus Chapecó. No estado catarinense, há a obrigatoriedade de implantação das brigadas de incêndio. "A UFFS, reconhecendo a relevância da atuação das brigadas, pretende implementá-las em suas unidades, ainda que não haja obrigatoriedade em todos os Estados onde existem Campi da UFFS – como no caso do Paraná – prevenindo, desta forma, eventuais ocorrências ou reduzindo os seus impactos caso ocorram", explicou.

O agente da Defesa Civil de Realeza, Emerson Longaretti Soares, falou sobre a importância do trabalho de orientação. "Sabemos que apenas o equipamento não fará o serviço de extinção do incêndio, ou seja, não basta apenas ter o equipamento de segurança, temos que ter pessoas preparadas para utilizá-los. Hoje, repassamos instruções básicas, como as classes de incêndio, quais são os processos para extinção do fogo e também como operar esses equipamentos de segurança, como extintores", ressaltou.

Ao final da palestra, os agentes da Defesa Civil de Realeza fizeram demonstrações de combate ao fogo utilizando extintores. Os agentes também incentivaram a participação dos servidores durante o treinamento.

Compartilhe: